sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Sussurros


Um dia eu briguei com Deus, um dia eu esqueci Deus, por que Deus me esqueceu.

Chorei, chorei por renegar a meu mais querido e fechei meus olhos, fechei meus olhos obscurecidos pelo amor.

E hoje uma voz me diz lembra-te do que sentiu e sente novamente, por que ali estava Deus, sussurrando no teu ouvido, forças que tive, forças que não me imaginei possuir, como domado por uma luz que me consumia em fortaleza.

Meu amor obscuro caiu, como uma folha seca no outono, deixando a árvore, deixando a árvore fortalecer para um inverno frio e rigoroso.

Agora teu filho me diz: “minha criança à hora chegou, sorria novamente cultive o que renegaste, e acredite que Deus, que esteve com você em todos os teus momentos”.

Secando minhas lágrimas ele veio em busca da minha paz, abraçando-me, sussurrando seu conforto.

Por isso teu filho chora pedindo perdão por um dia ter te esquecido, quando sempre esteve junto dele, só o obscuro amor deixou-o, sem vê-lo, senti-lo e toca-lo.

Hoje sussurro em teu ouvido simples palavras: “Jamais me esqueças, pois jamais esquecereis você”.


Diogo França

5 comentários:

*Biana disse...

*-* perfeiitoo ..
chocante ..
real ..
mtO³ bonitoo mesmoo ..
parabééns Diogo!!

Flavinha Roberta disse...

jah e disse isso no msn, mas naum custa reproduzir aqui:
...muito bonito....eh digno de quem tem fé e acredita!!!!
bjooo
=****

Diego Neto Pires disse...

Melhor é arriscar na existência de algo divinal, dessa forma equilibramos as nossas loucuras e devaneios, justificamos nossas falhas e nos consolamos qdo a tristeza nos persegue...

Deus me parece nessa lógica um objeto que pode justificar o ser humano e sem dúvida cada um e cada uma de nós é capaz de o moldar conforme a nossa própria conveniência.

Ainda assim prefiro ficar com esse Deus, que eu moldo e que sempre busco encontrar, mesmo que me pareça pura ilusão é junto de um ser assim que não me decepcionará nunca que eu prefiro estar...

Enquanto não conseguir conhecer a mim mesmo e não ter a coragem de olhar para as pessoas, não visualizarei o divino que nos habita. Ainda assim prefiro continuar junto de Deus, mesmo que eu continue iludido, covarde e tão fantasioso...

"Até que nos encontremos que Deus nos guarde no calor de seu abraço!"

Diego Neto Pires

Netto Moura disse...

bonito o texto.

Jorge disse...

Sorria!
Acredite!!
Olhe!!!
Sinta!!!!

Veja tudo brilhante *-*

lindo o texto.

;D